O QUE EU POSSO FAZER PELO O SEU ANIMALZINHO, HOJE?

2
41
O QUE EU POSSO FAZER PELO O SEU ANIMALZINHO, HOJE?
O QUE EU POSSO FAZER PELO O SEU ANIMALZINHO, HOJE?

A realização de inúmeros estudos científicas pelas Universidades, Institutos de pesquisas, experimentos e relatos de casos na busca constante do saber, tem colocado à disposição das pessoas e em especial aos tutores, um volume muito grande de informações e conhecimentos.

Aumentar a curva de conhecimento é imprescindível principalmente quando se busca segurança e bem estar para toda a família.

O mais novo integrante da família é um animal de estimação e muitos tutores não medem sacrifícios para oferecer o melhor para o seu animalzinho.

Está cada vez mais em desuso o hábito das pessoas deixarem o cão amarrado no quintal com água e comida.  Esse procedimento, hoje em dia, é um hábito ultrapassado, e vem sendo substituído cada vez mais pela utilização imprescindível de novas tecnologias.

Muitas raças puras de pequeno porte, estão surgindo e o interesse por esses animais vem crescendo cada vez mais.

Estudos tem revelados que certas raças puras são mais propensas a determinadas doenças, tanto infectocontagiosas, quanto as parasitárias, alérgicas e virais.

O que eu posso fazer pelo meu animalzinho hoje?

Esperar adoecer para tratar ou prevenir para não adoecer?

Quem pretende adquirir um animalzinho ou já possui, é bom conhecer algumas dicas básicas.

O que eu posso fazer pelo meu animalzinho hoje?

1°) ÁGUA.

Se você tem só um cãozinho por exemplo, utilize duas vasilhas d’água filtrada; se tem dois cães, utilizar três vasilhas com água e assim  sucessivamente. No calor, coloque umas pedras de gelo. 

O cão é muito propenso a desidratação e isso acarreta uma série de distúrbios comprometendo a pele, os pelos, os rins e diversos órgãos vitais de todo o organismo.

Se for gato, o procedimento é o mesmo mas a abertura da vasilha d’água deve ser bem maior de modo a não encostar as vibrissas, o que deixa o gato muito incomodado, provocando mal estar e indisposição.

2°) RAÇÃO

Ofereça ração de boa qualidade. Ração de qualidade inferior mais cedo ou mais tarde compromete a saúde do animal com quadro que pode variar desde alergia alimentar, coceira, perda de peso, queda de pelo, fraqueza, baixa imunidade e  predisposição a inúmeras doenças.

No comércio há diversas rações de qualidade a preços acessíveis e com instruções de uso de acordo com idade e peso.

3°) CARRAPATO E PULGA

Uso de medicamentos para controlar carrapato e pulgas tanto no animal quanto no ambiente. Vai evitar doenças, despesas e aborrecimentos. Esses parasitas provocam doenças graves, deixam o animal estressados, atrapalham o sono, gerando grande desconforto.

Há relatos de donos de Clínicas, ser rotina o atendimento diária de animais com Erliquiose, uma das doenças zoonóticas mais severas do cão que também afeta o homem, mas é rara em gatos.

Você deve inspecionar diariamente seus animais principalmente dentro das orelhas e entre os dedos das patas. Nesses locais os carrapatos se sentem seguros, confortáveis, protegidos e se alimentam, com facilidade.

Procure conhecer os medicamentos recomendados e as  técnicas adequadas para fazer o controle  de forma eficaz no animal e no ambiente.

4°) VERMES

Recomenda-se não descuidar da vermifugação do seu cão. Eles adquirem vermes com muita facilidade pois vivem no chão e ao comer, beber, lamber e cheirar algo, se infestam.

Os vermes provocam doenças e danos a vários órgãos além do estômago e intestino. Estudos tem revelado presença de vermes em todas as partes do corpo, inclusive, pulmões, coração, cérebro e até mesmo nos olhos.

Dê vermífugos aos seus animais seguindo sugestões da bula e de acordo com o peso do animal. O correto é sob orientação do Médico Veterinário.

5°) BANHO

É recomendável banhar filhotes somente a partir de três meses de idade. Adultos, uma vez por semana mas isso vai depender do clima, tipo e tamanho do pelo e saúde da pele. A falta de proteção do ouvido pode favorecer a ocorrência de otites. Gatos não precisa banhar. Também é desaconselhável castigo ou punição. Com gato o ditado devagar se vai ao longe, cai muito bem.

6°)HIGIENE

Devem ser disponibilizado banheiro sanitário Xixi spot, para cães de pequeno porte no qual se coloca um tapete higiênico e pinga gotas de um produto para estimular os cães a fazerem xixí  (pipi pode, pipi dog…) em local tranquilo de acordo com o número de cães e descartado adequadamente após o uso.

Para gatos deve ser colocado em local tranquilo e longe da ração, bacia com areia própria que deve ser trocada quando necessário. A coleta das fezes com pá apropriada, deve ser diária.

7°)VACINAS

Cães filhotes tem um calendário de vacinação diferenciado dos adultos mas a condição é igual para todos: No ato da vacinação o animal deve gozar de boa saúde física e imunológica. Deve estar hidratado, livre de carrapatos, pulgas, vermes, feridas, anemia e passar por um exame Clínico Veterinário a fim de assegurar a eficiência e a eficácia da vacinação.

A vacina deve estar em geladeira na temperatura entre 2° a 8°C, com controle diário cedo e à tardinha.

Cães adultos, o recomendável é levar seu animal para uma consulta pelo menos uma vez ao ano.

8- ATIVIDADE FÍSICA.

Passear com seu animalzinho é saudável e recomendável. O horário mais adequado é pela manhã, cedo, ou à tardinha, especialmente cães braquicefálicos e geriátricos. Se o animalzinho for hiperativo, ofereça brinquedos que proporcione maior gasto de energia.

Muito obrigado.

VOCÊ JÁ FEZ UMA BOA AÇÃO HOJE

PARA MAIORES INFORMAÇÕES, ORIENTAÇÕES E INDICAÇÕES,

CONSULTE UM MÉDICO VETERINÁRIO.

Leia também: MINHA CADELA NÃO ESTÁ PRODUZINDO LEITE EM QUANTIDADE SUFICIENTE PARA ALIMENTAR A NINHADA. O QUE FAZER?

Artigo anteriorCadela produzindo pouco Leite. O que fazer?
Próximo artigoA OPÇÃO DE CRIAR UM CÃO SRD OU RAÇA PURA.
O Blog meu pet saudável foi criado pelo Médico Veterinário Aloízio Apoliano Cardozo, M.S. pela U.F.V. MG, pós graduação em Clínica Médica Cirúrgica de Pequenos Animais pela Qualittas, pós graduação em dermatologia pela Equalis e participação em vários eventos como Congresso, Simpósio, cursos, palestras , dentre outros, promovidos pela Qualittas e ANCLIVEPA. Atuou por diversos anos prestando Assistência Técnica e Extensão Rural, teórica e prática, com metodologia grupal, aos pecuaristas pela ACAR-GO (Associação de Crédito e Assistência Rural do Estado de Goiás) e EMATER-GO ( Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Goiás). É Diretor do Consultório Veterinário Popular e proprietário de uma loja de Produtos Veterinários: medicamentos, rações, vacinas e acessórios diversos para pet. Trabalhou como voluntário plantonista no Centro de Valorização da Vida (CVV) e no Hospital das Clínicas(HC) da UFG, fazendo palestras para os pacientes, sobre estilo de vida, alimentação saudável e mensagens musicais; participou de vários cursos de dança de salão com professores Jaime Aroxa e Carlinhos de Jesus; foi fundador da Academia de Dança Bolero Passos e Compassos: ministrou curso de dança de salão para pessoas carentes na Paróquia São francisco de Assis contribuindo para um crescimento físico, moral e espiritual. É sócio da Associação Nacional de Clínicos de Pequenos Animais e possuidor do selo de qualidade ANCLIVEPA -BRASIL.

2 COMENTÁRIOS

  1. Muito bom esse site. Parabéns. Muitas informações e orientações importantes que, com certeza, irão ajudar tutores a cuidar de maneira mais adequada do seu animalzinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui