UM CACHORRO ME MORDEU! O QUE EU FAÇO?

0
87
Um cachorro me mordeu, como lidar com a situação

Estava passando pela rua, ou brincando com um cachorro… independente da situação, mas o cachorro me mordeu… E agora? O que devo fazer para lidar com a situação?

O FATO

Um cachorro me mordeu. O que é que eu faço?

Algumas situações podem ter acontecido

1°) O cachorro é de rua, não tem dono mas foi contido e está amarrado.

2°) O cachorro é de rua e desapareceu.

3°) O cachorro tem dono e o domicílio é conhecido.

4°) O cachorro foi morto por populares.

O QUE FAZER

A equipe de Médicos Veterinários do Departamento de controle de Zoonoses de Goiânia, orienta “o que fazer quando for mordido por um animal:

1°) Não mate o animal. Prenda-o em lugar seguro e dê-lhe água e comida;

2°) Lave bem o ferimento da pessoa com água e sabão;

3°) Depois aplique álcool iodado (tintura de iodo);

4°) Procure imediatamente uma UNIDADE DE SAÚDE mais próxima de sua residência;

5°) Observe o animal por pelo menos 15 dias. Se ele mudar de comportamento, se escondendo, ficar triste ou agressivo, agitado, salivação excessiva, latindo rouco, rangendo os dentes,parou de beber ou de se alimentar e com dificuldade de locomoção cuidado! Pode estar com raiva.

6°) Neste caso avise imediatamente o Departamento de controle de zoonoses;

7°) Caso o animal morra não o enterre, entre em contato com o DEPARTAMENTO DE CONTROLE DE ZOONOSES da sua cidade pelo telefone:

Os de Goiânia são:

0800 6461520 / 33524-3124/33524-3125”

E não se esqueça: A Raiva mata. A raiva é uma das viroses mais antigas do homem e dos animais. A primeira menção feita a ela, data do vigésimo terceiro século antes de Cristo.

É SÓ O CÃO QUE TRANSMITE A RAIVA?

NÃO É SOMENTE O CÃO QUE TRANSMITE A RAIVA.

Nas Américas, a raiva pode ser transmitida pelo cão e também pelos gatos, ratos, raposas, morcegos, chacais (lobos, coiotes) e gado.

Segundo levantamentos realizados em 73 países onde foram constatada a raiva, o número total de mortes humanas causadas pela raiva descrito em 1971 era de 769, comparado a 770 em 1970.

Todavia 920.084 casos foram descritos tendo recebido tratamento ante rábico em 1971 e 448.512 em 1970.

Os números foram estabilizados e chegaram a cair devido as intensas campanhas de vacinação de animais por parte dos governos federais, estaduais e municipais bem como sua obrigatoriedade.

Está passando da hora de se ter política pública adequada voltada para animais moradores de rua com recolhimento, castração e doação responsável.

A maneira de combater esta doença inclui a vacinação dos animais todos os anos, recolhimento de aninais de rua e castração para evitar a expansão populacional de animais de rua e posse responsável. ( veja artigos: “Animal morador de rua. Devo ou não levar pra casa” e “Castrar ou não castrar”?).

Procure os postos de vacinação. A VACINA É GRATUITA.”

POSTO DE VACINAÇÃO

A Faculdade de Veterinária e Zootecnia da UFGO através de seu POSTO DE VACINAÇÃO e em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância de Zoonoses, disponibiliza durante todo o ano a aplicação da vacinação antirrábica gratuitamente de segunda à sexta das 8 às 12 e das 13 às 16 h por ordem de chegada.

Seu cão pode ser vacinado com segurança nos consultórios, clínicas ou hospitais veterinários.

Os pet shop e lojas veterinárias são proibidas de efetuar vacinação.

Divulgue essas informações para que as pessoas possam utilizar esse importante serviço de saúde pública bem como proceder ao ser mordido por um cachorro.

Leia também: QUANDO E PORQUE VACINAR OS DOGS e IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO.

Para mais informações, orientações e conhecimentos sobre pets, leia artigos técnicos e curiosidades acessando o site: Meu Pet Saudável

Muito obrigado.

   

Artigo anteriorPOSSE RESPONSÁVEL DE UM CACHORRO
Próximo artigoE A COISA ESTÁ RUÇA! HAJA ADVERSIDADES!
O Blog meu pet saudável foi criado pelo Médico Veterinário Aloízio Apoliano Cardozo, M.S. pela U.F.V. MG, pós graduação em Clínica Médica Cirúrgica de Pequenos Animais pela Qualittas, pós graduação em dermatologia pela Equalis e participação em vários eventos como Congresso, Simpósio, cursos, palestras , dentre outros, promovidos pela Qualittas e ANCLIVEPA. Atuou por diversos anos prestando Assistência Técnica e Extensão Rural, teórica e prática, com metodologia grupal, aos pecuaristas pela ACAR-GO (Associação de Crédito e Assistência Rural do Estado de Goiás) e EMATER-GO ( Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Goiás). É Diretor do Consultório Veterinário Popular e proprietário de uma loja de Produtos Veterinários: medicamentos, rações, vacinas e acessórios diversos para pet. Trabalhou como voluntário plantonista no Centro de Valorização da Vida (CVV) e no Hospital das Clínicas(HC) da UFG, fazendo palestras para os pacientes, sobre estilo de vida, alimentação saudável e mensagens musicais; participou de vários cursos de dança de salão com professores Jaime Aroxa e Carlinhos de Jesus; foi fundador da Academia de Dança Bolero Passos e Compassos: ministrou curso de dança de salão para pessoas carentes na Paróquia São francisco de Assis contribuindo para um crescimento físico, moral e espiritual. É sócio da Associação Nacional de Clínicos de Pequenos Animais e possuidor do selo de qualidade ANCLIVEPA -BRASIL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui