IMPORTÂNCIA DA VACINAÇÃO.

1
31
Cão sendo vacinado!
Cão sendo vacinado!

É muito conhecido o ditado popular que diz: “É melhor prevenir do que remediar”.

A vacina é um dos principais aliados para proteger seu pet contra principais viroses, contribuindo para uma vida mais longa e saudável.

A importância da vacinação teve início na Inglaterra, por volta dos anos 1713 quando o médico Bernardino Ramazzini, desenvolvia, juntamente com outros médicos, a árdua tarefa na busca da cura de uma ferida de aparência desagradável, bordas grossas e irregulares que não cicatrizava,  em adolescentes  encarregados da limpeza dos chaminés de fábricas.

Ele procurava desenvolver a quimioterapia curativa. As tentativas foram infrutíferas. Gastaram fortunas e os resultados não apareceram.

Posteriormente estudaram o que foi chamado de terapia adjuvante que consistia em aplicar a quimioterapia depois da cirurgia.

Algum tempo depois, um Biólogo de Harvar,John Cairns, chegou à conclusão de que “A única intervenção capaz de reduzir a mortalidade agregada de uma doença, qualquer doença, é a PREVENÇÃO”. (Siddhartha Mukherjee, em o imperador de todos os males, Editora Companhia das Letras, p.280) .

Esse fato veio estimular a criação de uma mentalidade no meio médico  hospitalar de forma a incrementar a prevenção ou seja,  desenvolver ações para prevenir por antecipação, reduzindo despesas e evitando as  enfermidades.

PORQUE VACINAR

 Daí surgiram as vacinas, e a importância da vacinação passou a ser de extrema necessidade tanto para o ser humano quanto para os animais, principalmente contra as zoonoses, e a raiva em particular, por ser uma das maiores preocupações mundiais, doença incurável que afeta tanto os animais quanto seres humanos e nas cidades, seus maiores  transmissores são cães e gatos.

A vacinação, portanto, visa a proteção do seu animalzinho contra inúmeras doenças viróticas e infecto contagiosas.

SUCESSO DA VACINAÇÃO

  • Para ser bem sucedida e eficaz, a vacinação deve ser seriada, ou seja, deve seguir um esquema de vacinação composta de várias doses em especial aos filhotinhos sadios a partir de 45 dias de idade.
  • A vacina deve ser armazenada em geladeira (só para essa finalidade), com controle diário da temperatura, sempre entre 2 a 8 graus e aplicada por profissional capacitado.
  • É importante ressaltar que, o animal a ser vacinado deve gozar de uma saúde compensada, estabilizada, com suas funções vitais em harmonia, comprovadas pelo exame clínico Veterinário.
  •  Ou seja, o animalzinho além de estar esperto, ativo, forte, vermifugado, livre de ectoparasitas, bem hidratado, livre de anemia e ficar impedido de acesso à rua e a outros animais, até completar a sequência de vacinas, conforme orientação do Médico Veterinário  
  • Deve apresentar boa imunidade e resistência orgânica. Assim poderá ser alcançado elevado grau de proteção, hoje estimada entre 95 a 98 %.
  • O reforço anual é necessário para garantir uma boa prevenção ao animal, uma vida longa, alegre e feliz.
  • O animal não vacinado além de estar desprotegido, não poderá viajar e caso venha a morder alguma criança ou pessoa, o tutor será responsabilizado.  Vale lembrar que a vacina contra raiva é obrigatória por lei.
  • O cartão de vacinação deve ser sempre   atualizado e bem guardado. Uma hora você poderá precisar dele.

Muito obrigado.

VOCÊ JÁ PRATICOU UMA BOA AÇÃO HOJE.

PARA MAIORES INFORMAÇÕES, ORIENTAÇÕES E INDICAÇÕES,

CONSULTE UM MÉDICO VETERINÁRIO.

Leia também: A OPÇÃO DE CRIAR UM CÃO SRD OU RAÇA PURA.

Artigo anteriorA OPÇÃO DE CRIAR UM CÃO SRD OU RAÇA PURA.
Próximo artigoQuando procurar um veterinário? Principais situações
O Blog meu pet saudável foi criado pelo Médico Veterinário Aloízio Apoliano Cardozo, M.S. pela U.F.V. MG, pós graduação em Clínica Médica Cirúrgica de Pequenos Animais pela Qualittas, pós graduação em dermatologia pela Equalis e participação em vários eventos como Congresso, Simpósio, cursos, palestras , dentre outros, promovidos pela Qualittas e ANCLIVEPA. Atuou por diversos anos prestando Assistência Técnica e Extensão Rural, teórica e prática, com metodologia grupal, aos pecuaristas pela ACAR-GO (Associação de Crédito e Assistência Rural do Estado de Goiás) e EMATER-GO ( Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Goiás). É Diretor do Consultório Veterinário Popular e proprietário de uma loja de Produtos Veterinários: medicamentos, rações, vacinas e acessórios diversos para pet. Trabalhou como voluntário plantonista no Centro de Valorização da Vida (CVV) e no Hospital das Clínicas(HC) da UFG, fazendo palestras para os pacientes, sobre estilo de vida, alimentação saudável e mensagens musicais; participou de vários cursos de dança de salão com professores Jaime Aroxa e Carlinhos de Jesus; foi fundador da Academia de Dança Bolero Passos e Compassos: ministrou curso de dança de salão para pessoas carentes na Paróquia São francisco de Assis contribuindo para um crescimento físico, moral e espiritual. É sócio da Associação Nacional de Clínicos de Pequenos Animais e possuidor do selo de qualidade ANCLIVEPA -BRASIL.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui