TRÊS PARASITAS INIMIGOS DO CÃO

1
240
parasitas que vivem em pets
parasitas que vivem em pets
  1. Carrapato
  2. Pulga
  3. Vermes

Os dois primeiros são parasitas externos e o terceiro é  um parasita interno.

Os três causam grande incômodo aos animais como lesões e doenças de menor ou maior gravidade, podendo comprometer a qualidade de vida do animal e até  mesmo, leva-lo à morte.

Hoje comentarei sobre o inimigo número um do seu cão: o carrapato. Artigos sobre pulgas e vermes poderão ser vistos também neste blog.

O CARRAPATO

O CARRAPATO do cão, conhecido como Ripicephallus  sanguineus , por ser muito frequente e provocar uma série de problemas ao cão, tem levado tutores, diariamente,  a procurar ajuda, tanto em Lojas  Veterinárias, quanto  em Consultórios e Clínicas veterinárias.

É um parasita que não pode viver sem um hospedeiro. Ele necessita do sangue para continuar com seu ciclo de vida.  

Se reproduzem bem no clima quente mas são sensíveis a luz solar e por isso procuram se esconder. Nos cães eles se alojam, preferencialmente, na cavidade auricular e espaço interdigital. Nesses locais eles ficam, temporariamente, se protegem, se acomodam e se alimentam com certa facilidade.  Em seguida se desprendem no solo onde a fêmea deposita cerca de 4 a 8 mil ovos, os quais após incubados irão dar origem as larvas com 3 pares de patas ( hexópodes).

Essas larvas são ativas, resistentes e procuram o cão   imediatamente   para se alimentar e após um período de 3 a 6 dias, a larva repleta de sangue, solta-se e cai ao solo se transformando em ninfa com 4 pares de patas (octópode). Esta ninfa procura o cão para se alimentar e em seguida se depreende no solo e se transforma em um carrapato jovem adulto sexuado, que irá parasitar outro cão.

Durante a ingestão de sangue, cerca de 2 ml por animal, é realizado o acasalamento que pode durar de 7 a 10 dias, em seguida, a fêmea grávida, irá procurar um ambiente favorável para colocar os ovos, em geral o solo, buracos de paredes, tetos e outros.

CARRAPATO E AS DOENÇAS

O carrapato quando suga sangue de um cão contaminado se constitui de um grande fator de propagação de doenças como Erliquiose, babesiose, hemobartonela ( hoje  hemomicoplasmose) , as quais se não tratadas rápida e adequadamente, podem  levar o seu cãozinho à morte.

SINTOMAS PROVOCADOS PELO CARRAPATO.

O carrapato deixa o cão anêmico, fraco, com baixa imunidade, desidratado, perde peso, queda do pelo, pelo fica sem brilho, o cão fica estressado e com vários sistemas do corpo acometidos como sistema nervoso, locomotor, renal, hepático. O estrago é muito grande e você não vai querer isso para o seu cãozinho, considerado um membro da família pela maioria dos tutores.

Por isso é necessário levar o cãozinho o mais rápido possível ao Médico Veterinário que além de corrigir as desordens e complicações produzidas pela doença orientará sobre a maneira mais eficaz de fazer o controle do carrapato, tanto no animal quanto no ambiente.

CONTROLE DO CARRAPATO

E muito importante saber como isso deve ser feito. Existem vários produtos mas o uso indevido pode causar intoxicações no animal, na pessoa que está aplicando o produto, além do gasto financeiro e até a perda do animal.  

Para que o controle seja eficiente e eficaz é necessário que seja simultâneo ou seja: no animal e no ambiente cada um com o medicamento adequado e usado corretamente seguindo orientação do Médico Veterinário.

Já existem no comércio de produtos  veterinários, medicamentos de última geração em forma de petisco palatável em dose única proporcional ao peso, altamente eficazes e eficiente  tanto na prevenção como no combate a carrapatos, pulgas e sarnas.

Muito obrigado.

VOCÊ JÁ PRATICOU UMA BOA AÇÃO HOJE?

Para maiores informações, orientações e indicações,

CONSULTE SEMPRE UM MÉDICO VETERINÁRIO.

Leia também: COMO OS GATOS PERCEBEM O MUNDO?

Artigo anteriorDESTINO DA ESPINGARDA E O CÃO
Próximo artigoTUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A PULGA.
O Blog meu pet saudável foi criado pelo Médico Veterinário Aloízio Apoliano Cardozo, M.S. pela U.F.V. MG, pós graduação em Clínica Médica Cirúrgica de Pequenos Animais pela Qualittas, pós graduação em dermatologia pela Equalis e participação em vários eventos como Congresso, Simpósio, cursos, palestras , dentre outros, promovidos pela Qualittas e ANCLIVEPA. Atuou por diversos anos prestando Assistência Técnica e Extensão Rural, teórica e prática, com metodologia grupal, aos pecuaristas pela ACAR-GO (Associação de Crédito e Assistência Rural do Estado de Goiás) e EMATER-GO ( Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Goiás). É Diretor do Consultório Veterinário Popular e proprietário de uma loja de Produtos Veterinários: medicamentos, rações, vacinas e acessórios diversos para pet. Trabalhou como voluntário plantonista no Centro de Valorização da Vida (CVV) e no Hospital das Clínicas(HC) da UFG, fazendo palestras para os pacientes, sobre estilo de vida, alimentação saudável e mensagens musicais; participou de vários cursos de dança de salão com professores Jaime Aroxa e Carlinhos de Jesus; foi fundador da Academia de Dança Bolero Passos e Compassos: ministrou curso de dança de salão para pessoas carentes na Paróquia São francisco de Assis contribuindo para um crescimento físico, moral e espiritual. É sócio da Associação Nacional de Clínicos de Pequenos Animais e possuidor do selo de qualidade ANCLIVEPA -BRASIL.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui