AUTO MEDICAR MEU PET, É CERTO?

0
50
é errado auto medicar o meu pet?
hands of woman dripping antibiotic drops to eyes of dog

É certo eu auto medicar meu pet?

Muitos tutores tem o hábito de medicar seus pets. É certo medicar meu pet? Muitos pessoas, sem formação Médica, se aventuram a medicar outras pessoas com problemas de saúde sendo os mais comuns dor de cabeça, de dente, diarreia dentre outros. É certo isso?Muitos se acham em condições e preparadas para medicar seus animais de estimação. É certo medicar meu pet? Se não tem a devida capacitação, esse comportamento não é recomendável.

PERIGOS

Os Médicos e Médicos Veterinários, especialmente os que trabalham na clínica médica sabem e conhecem muito bem os perigos da medicação por pessoas inabilitadas. Nem nos humanos nem nos pets.

Não é certo medicar seu pet por conta própria.

A medicação pode provocar efeitos irreversíveis para o organismo, quando utilizada sem orientação de um profissional, podendo provocar insuficiências de órgãos vitais, comprometimento da saúde, convulsões e até mesmo a morte.

Segundo a Professora Vera Lúcia Borges Isaac da Universidade Campus Araraquara, a “auto medicação ou medicação de terceiros realizada por leigos pode até funcionar; mas é mais provável que provoque alguma reação, inclusive com sequelas permanentes, com alguns sintomas aparecendo tempos depois. Igual situação ocorre com os pets.

Leia também:perigos da auto nos pets“.

Estudos tem constatados que os efeitos colaterais mais recorrentes são:

  • hepatite.
  • úlceras.
  • insuficiência renal.
  • problemas gastrointestinais graves.
  • intoxicação.
  • desidratação.
  • Problemas oftálmicos, digestivos, nervosos, dentre outros.
  • Em casos mais graves pode acarretar tremores, convulsões, desmaios e morte.

As pessoas realizam seus sonhos ou o sonho da família adquirindo um  Shitzu ou um Pug, um Poodle, um Yorkshire, mas às vezes, não faz uma avaliação de quanto esta decisão poderá afetar a  renda familiar, a  responsabilidade em cuidar  para que  o cãozinho tenha uma boa saúde. Em geral implica em muitos gastos a começar com assessórios, ração, pet shop, Veterinário, vermífugos, vacinas. O surgimento de doenças infecciosas podem aparecer.

O que fazer então? É certo medicar meu pet?

O correto é fazer um estudo da realidade, conversar com quem tem pet, com um Médico Veterinário, conhecer as raças que menos adoecem e identificar as necessidades, os problemas, levar em conta as possibilidades, disponibilidade de recursos e em casos de doenças levar o mais cedo possível ao Médico Veterinário de Pets. Se demorar o caso pode evoluir e alcançar grande proporção e o tratamento ser oneroso e nem sempre exitoso

ATENDIMENTO PÚBLICO.

Hospitais Veterinários Públicos são disponibilizados somente nos grandes centros como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre.

Hospitais Veterinários Universitários também são disponibilizados em período escolar e em horário comercial. Não funcionam e não atendem plantão.Os atendimentos são cobrados de acordo com uma tabela com valores estipulados pelos serviços prestados para complementar verbas e recursos do governo e para custear material de consumo, dentre outros.

Algumas capitais, o governo municipal está estudando a viabilidade da elaboração de um projeto para construção de um Hospital Veterinário Público. O de Goiânia, segundo noticiado pela imprensa, está em fase adiantada.A medida possibilitaria vagas de trabalhos para os profissionais da área e atenderia aos pets e tutores de menor poder aquisitivo da capital cidades da região metropolitana.

ATENDIMENTO PARTICULAR

Enquanto isso os donos de pets não tem alternativas a não ser procurar clínicas especializadas que disponibilizam um bom trabalho de prevenção e profilaxia realizando consulta de bem estar e seguindo os protocolos sob orientação do Médico Veterinário, e manter seus pets sadios e saudáveis. Muitos tutores acham certo medicar seus pets. Em geral a medicação não resolve, o tempo vai passando, a doença evoluindo e quando a doença já está em estado bem avançado, procura o Médico Veterinário. Muitas vezes não há mais nada a fazer.

Outros, para custear as despesas com seus pets, procuram atendimentos mais em conta, pet shop, ajuda da família, ou negociam um parcelamento nas clínicas, uma vez que nem sempreestão em condições de custear atendimento de um profissional especializado.

Muitos assalariados, adquirem um pet e, as vezes, não estão em condições de arcar com despesas de profilaxia e prevenção e quando surgem as doenças partem para solução paliativa ou seja, automedicação, solicitam ajuda de parentes, amigos de bom coração ou balconista de um pet shop.

Às vezes busca a gambiarra, a improvisação ou o jeitinho brasileiro, que às vezes funciona, e na maioria das vezes não e faz a medicação do pet. É certo medicar meu pet? Não é recomendável.

Muito obrigado.

Artigos sobre pets e curiosidades você encontra no site: www.meupetsaudavel.com

Artigo anteriorPERIGOS DA AUTO MEDICAÇÃO NOS PETS
Próximo artigoSE NÃO EXISTISSE DEUS
O Blog meu pet saudável foi criado pelo Médico Veterinário Aloízio Apoliano Cardozo, M.S. pela U.F.V. MG, pós graduação em Clínica Médica Cirúrgica de Pequenos Animais pela Qualittas, pós graduação em dermatologia pela Equalis e participação em vários eventos como Congresso, Simpósio, cursos, palestras , dentre outros, promovidos pela Qualittas e ANCLIVEPA. Atuou por diversos anos prestando Assistência Técnica e Extensão Rural, teórica e prática, com metodologia grupal, aos pecuaristas pela ACAR-GO (Associação de Crédito e Assistência Rural do Estado de Goiás) e EMATER-GO ( Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Goiás). É Diretor do Consultório Veterinário Popular e proprietário de uma loja de Produtos Veterinários: medicamentos, rações, vacinas e acessórios diversos para pet. Trabalhou como voluntário plantonista no Centro de Valorização da Vida (CVV) e no Hospital das Clínicas(HC) da UFG, fazendo palestras para os pacientes, sobre estilo de vida, alimentação saudável e mensagens musicais; participou de vários cursos de dança de salão com professores Jaime Aroxa e Carlinhos de Jesus; foi fundador da Academia de Dança Bolero Passos e Compassos: ministrou curso de dança de salão para pessoas carentes na Paróquia São francisco de Assis contribuindo para um crescimento físico, moral e espiritual. É sócio da Associação Nacional de Clínicos de Pequenos Animais e possuidor do selo de qualidade ANCLIVEPA -BRASIL.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui